Nota do SINSERV sobre o atraso no pagamento dos servidores lotados na Secretaria de Educação/Jequié

O atraso no pagamento salarial dos efetivos do Município de Jequié voltou a preocupar sindicato e categoria. Professores, pessoal administrativo, porteiros, merendeiras, serviços gerais, entre outros estão sem receber salário. Isso já que, desde ontem (05/06), a Prefeitura pagou a folha dos ativos e inativos, mas deixou de fora os servidores lotados na Secretaria Municipal de Educação e que são atendidos pelo repasse do FUNDEB.
 
Em contato do SINSERV com a Secretaria Municipal de Finanças, a expectativa é que o salário dos servidores da nossa base seja regularizado lá para o dia 10 de junho. Consta que essa situação aconteceu devido aos atrasos no repasse do FUNDEB. Argumento que a APLB Sindicato contestou publicando em “Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação” o valor das transferências para o Fundo Municipal de Educação de Jequié (maio R$ 6.779.704,25; junho R$ 928.849,04).
 
Essa ausência de planejamento nas finanças tornou-se uma situação preocupante, pois cria uma incerteza no servidor já acostumado a cumprir uma programação no pagamento das contas e despesas.
 
Há muito tempo o sindicato vem provocando o Governo para a criação de um calendário de pagamento da folha, sem ter que esperar o limite máximo do quinto dia útil. Lamentamos que até o presente nada foi apresentado e só aumenta a insatisfação da categoria ao conviver com a repetição de fatos que já poderiam ter sido resolvidos no bom senso. Nesse sentido, o SINSERV continua aberto para discutir com o Executivo a regularização do pagamento do quadro da Educação e, de forma ampliada, a construção de um calendário com datas fixas.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *