PRE nega ação que pedia cassação de Wagner e Otto

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) votou contra a cassação do mandato e diploma eleitoral do governador Jaques Wagner e do vice Otto Alencar. A ação de impugnação de mandato eletivo foi proposta pela Coligação “A Bahia Merece Mais”, de Paulo Souto e Nilo Coelho, e alega suposta prática de abuso de poder econômico. A representação diz que houve repasses ilegais de recursos em diversas ocasiões (para 248 associações e centros comunitários, para a realização de festejos juninos em 154 municípios e obras de pavimentação no município de Medeiros Neto), excesso de propagandas em quantidades e dimensões irregulares durante a campanha eleitoral e entrega de ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) a diversos municípios no período das eleições.  O procurador Sidney Madruga considerou o pedido improcedente. Informações do Bahia Notícias.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *