Em rejeição ao “reajuste zero”, SINSERV inicia frente de luta na tentativa de pressionar a Gestão

O SINSERV iniciou hoje (21) um movimento de panfletagem e mobilização da categoria sobre a Campanha Salarial 2019. Isto já que até agora o sindicato não foi recebido pelo Prefeito e as negociações estão paralisadas, apenas com o indicativo de “reajuste zero”.
 
Como o Governo se nega a negociar a pauta apresentada pelo SINSERV, a diretoria construiu um calendário de luta para este mês. Todos os dias acontecerão atividades de panfletagem, blitz, visitação aos postos de serviços e levantamento das condições de trabalho nos setores. O movimento culminará com outras agendas e assembleias a serem informadas ao longo da semana.
 
Jequié tem vivido uma desorganização administrativa na gestão municipal. A situação trabalhista dos efetivos tem sido a pior já registrada na história, seja pelo descumprimento da legislação vigente, assédios, corte de gratificações e um clima de ódio aos servidores que se amplia em uma série de direitos já programados na lista de cortes.
 
O ânimo dos servidores é para a indicação de uma greve geral. Não vamos aceitar o “reajuste zero”, tampouco aceitar ser tratados como “inimigos” pela Gestão de Sergio da Gameleira. Enquanto aguarda a abertura de diálogo com o Prefeito, em carta aberta (vide abaixo) o SINSERV amplia o estado de greve, aprovado em assembleia, numa frente de luta por dignidade e respeito ao servidor público municipal.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *